Morte

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
Template tarot2.jpgTarot | Tarot de Thoth
Arcanos Maiores: O Louco - O Mago - A Sacerdotisa - A Imperatriz - O Imperador - O Hierofante - Os Amantes - A Carruagem - Ajustamento - O Eremita - A Fortuna - Tesão - O Enforcado - Morte - A Arte - O Diabo - A Torre - A Estrela - A Lua - O Sol - O Aeon - O Universo
Arcanos Menores: Paus | Copas | Espadas | Discos
A Morte

A Morte é a necessidade de renovação, realiza-la é entrar por um Mundo Desconhecido mas de se libertar daquilo que sufoca, é como a serpente que muda constantemente sua pele. Representa o aspecto de Saturno ( primaveril de ), moldagem das formas. Morrer é voar, é libertação ( das formas escravizadoras e dos limites impostos pela matéria). Escorpião é a água, elemento rastejante, a águia alça vôo ( a Grande Alquimia) um estágio de consciência da morte intrena. A Morte não é o início da imortalidade mas a continuação e a transformação da Vida. O Escorpião é aquele que levanta o espírito do mais fundo lamaçal - crescimento.

Interpretações - transformação consciente, necessidade de renovação, fim de uma etapa.

Caminho da Árvore da Vida - De Tiphareth a Netzach

Letra Hebraica - Nun - peixe

Valor - 50 (700)

Tattwa - Água & Fogo

Nome Místico - Filho das Grandes Transformações, Senhor dos Portais da Morte.

Signo - Escorpião.

Planeta - Plutão

Explicação da carta em O Livro de Thoth

Esta carta é atribuída à letra Nun, que significa peixe, o símbolo da vida sob as águas, a vida se movendo através das águas. Refere-se ao signo Zodiacal do Escorpião, que é regido por Marte, o planeta da energia ígnea sob sua forma mais baixa, que é, portanto, necessária, para produzir o impulso. Na alquimia esta carta explica a idéia da putrefação, o nome técnico dado por seus adeptos à série de alterações químicas que desenvolve a forma final da vida apartir da semente latente original no ovo Órfico.

Este signo é um dos mais poderosos do Zodíaco, mas não pussui a simplicidade e a intensidade de Leão. É formalmente dividido em três partes: a parte mais baixa é simbolizada pelo Escorpião, que supunham os antigos observadores da Natureza, comete suicídio ao se encontrar cercado por um anel de fogo, ou, de outra maneira, numa situaão desesperada. Isto representa a putrefação sob sua forma mais baixa. A tensão do ambiente tronou-se intolerável e o elemento atacado voluntariamente se sujeita à alteração; assim, o ptássio arrojado à água se torna inflamado e aceita o abraço do radical hidroxilo.

A interpretação mediana deste signo é dada pela serpente, a qual é, ademais, o tema principal do signo. A serpente é sagrada, Senhora da Vida e da Morte, e seu método o progressão sugere a ondulação rítmica daquelas fases gêmeas da vida que chamamos respectivamente de vida e morte. A serpente é também, como já previamente explicado, o principal símbolo da energia masculina. A partir disto se perceberá que esta carta é, num sentido rigorosíssimo, o complemento da carta chamada Volúpia, Atu Xi e o Atu XII representa a solução ou dissolução que as une.

O aspecto mais elevado da carta é a Águia, que representa exaltação acima da matéria sólida. Os antigos químicos entenderam que em certos experimentos os elementos mais puros( isto é, os mais tênues)presentes eram desprendidos como gás ou vapor. São assim representados nesta carta os três tipos essenciais de putrfação.

A própria carta representa a dança da morte. A figura é um esqueleto manipulando uma foice, sendo tanto o esquele to quanto a foice importantes símbolos Saturnianos. Isto parece estranho, visto que Saturno não tem nenhuma conexão clara com Escorpião; todavia, Saturno representa a estrutura essencial das coisas existentes. Ele é aquela natureza elementar das coisas que não é destruída pelas alterações ordinárias que ocorrem nas operações da Natureza. Além disso, o esqueleto está coroado com a coroa de Osíris, representando Osíris nas águas de Amenti. E ainda, ele é o deus criativo original, secreto e masculino: ver Atu XV, "Redeunt Saturnia regna". Foi somente a corrupção da Tradição, a confusão com Set, e o culto do Deus que Morre, imcompreendido, deformado e distorcido pela Loja Negra, que o transformaram num símbolo senil e monstruoso.

Pela varredura de sua foice o esqueleto cria bolhas nas quais começam se configurar as novas formas que ele cria em sua dança, sendo que estas formas também dançam.

Nesta carta o síbolo do peixe é soberano. O peixe( Il Pesce, como o chamam em Nápoles e muitos outros lugares) e a serpente são os dois principais objetos de veneração em cultos que ensinaram as doutrinas da ressureição ou reencarnação. Asim temos Oannes e Dagon, deuses-peixes, na Ásia ocidental. Em muitas outras partes do mundo existem cultos similares. Mesmo no Cristianismo, Cristo era representado como um peixe. Supunha-se que a palavra grega IXThUS, " que significa peixe e muito adequadamente representa Cristo", como Browing lenbra, fosse um notariqon, as iniciais de uma sentença quw significa "Jesus Cristo Filho de Deua, Salvador". Também não é por acidente que São Pedro fosse um pescador. Os Evangelhos, inclusive, estão cheios de mil milagres envolvendo peixe e o peixe é sagrado para Mercúrio devido ao seu sangue frio, sua celeridade e seu brilho. Há, ademais, o simbolismo sexual. Isto lembra novamente a função de Mercúrio como guia dos mortos e como o contínuo elástico na natureza.

Esta carta, portanto, deve ser considerada de uma maior importância e catolicidade do que se poderia esperar da simples atribuição Zodiacal. Chega a ser um compêndio de energia universal na sua forma mais secreta.

Notas

No livro há uma nota explicativa sobre o símbolo da serpente:

Os cabalistas incorporaram ao Livro do Gênesis, caps. I e II, esta doutrina da regeneração. NChSh, a Serpente do Éden tem valor 358, bem como MshICh, Messias. Ele é, consequentemente, na doutrina secreta, o Redentor. Esta tese pode ser desenvolvida de maneira extensiva e detalhada. Na Lenda, mais tarde, a doutrina reaparece num simbolismo ligeiramente diferente como a história do Dilúvio, explicada alhures neste Ensaio. Certamente, o peixe é idêntico em essência à Serpente, pois Peixe=NUN= Escorpião=Serpente. Além disso, Teth, a letra de Leão, significa Serpente. Mas peixe é também Vesica ou Útero e Cristo, e assim por diante. Este símbolo resume a dotrina secreta inteira.


Símbolos Principais

A águia - A essência.

O peixe - o caminho da flecha, o Velho Éon

O esqueleto & a foice - Cronos, Saturno, o tempo, as mudanças que transcendem o próprio tempo.

A Coroa de Osíris - O condutor do submundo

A flor - Aspecto de putrefação

As bolas - a consciência

A serpente - O caminho do verdadeiro Iniciado

Referências

  • Astrum Argentum - 08/10/2006 e.v.
  • O Livro de Thoth-O Tarot, Aleister Crowley