A Imperatriz

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
Template tarot2.jpgTarot | Tarot de Thoth
Arcanos Maiores: O Louco - O Mago - A Sacerdotisa - A Imperatriz - O Imperador - O Hierofante - Os Amantes - A Carruagem - Ajustamento - O Eremita - A Fortuna - Tesão - O Enforcado - Morte - A Arte - O Diabo - A Torre - A Estrela - A Lua - O Sol - O Aeon - O Universo
Arcanos Menores: Paus | Copas | Espadas | Discos
A Imperatriz

A Imperatriz é a ligação entre o Pai e a Mãe. O número III simboliza a síntese criativa e a perfeição: o elemento que está subjetivo neste arcano é a água ( e uma carta Lunar) força energética feminina. A Vênus é o amor incondicional. Como Mãe ela é a doadora da vida e em seus braços ela demonstra o amor maternal protegendo e cuidando daquilo que pensa que é a sua necessidade. É a mulher arquetípica, a derradeira expressão do que é feminino, ( último estágio desta polaridade) sendo receptiva e magnética. Ela é o lar para qual todos nós retornamos para relaxar, amar, ser amado. É a Grande Mãe Criadora, poderosa, fértil e equilibrada, determinada e de um amor sutil.

Interpretações - amor, beleza, felicidade, determinação, fertilidade, amizade, doçura, êxito, equilíbrio.

Caminho da Árvore da Vida - De Chokmah a Binah

Letra Hebraica - Daleth - porta

Valor - 4

Tattwa - Água e fogo

Nome Místico - A Filha dos Poderosos

Planeta - Vênus

Interpretação da carta em o Livro de Thoth

Esta carta é atribuída à letra Daleth, que significa porta e se refere ao planeta Vênus. A carta é, a julgar pela aparência, o complemento de O Imperador, mas suas atribuições são muito mais universais.

Na Árvore da Vida, Daleth é o caminho que conduz de Chokmah a Binah, unindo Pai e Mãe. Daleth é um dos tres caminhos que estão completamente acima do Abismo. há, ademais, o símbolo alquímico de Vênus, o único dos símbolos planetários que abrange todas as Sephiroth da Árvore da Vida. A doutrina implícita é que a fórmula fundamental do Universo é o Amor( o círculo toca as Sephiroth 1, 2, 4, 6, 5, 3; a Cruz é formada por 6, 9, 10 e 7, 8).

É impossível resumir os significados do símbolo da Mulher por esta razão mesma, a saber, ela continuamente reaparece sob forma infinitamente variada. " A de muitos tronos, muitas disposições, muitas manhas, filha de Zeus".

Nesta carta ela é mostrada em sua manifestação mais geral. Combina as qualidades espirituais mais elevadas com as materiais mais baixas. Por esta razão, ela está apta a representar uma das três formas alquímicas da energia, o Sal. O Sal é o princípio inativo da natureza, é matéria que precisa ser energizada pelo enxofre para representar o equilíbrio rotativo do Universo.

Os braços e o tronco da figura, por conseguinte, sugerem uma forma do símbolo alquímico do Sal. Ela representa uma mulher com coroa e trajes imperiais sentada a um trono, cujas colunas de apoio sugerem colunas azuis torcidas, simbolizadoras de seu nascimento da água, o feminino, o elemento fluído. Em sua mão direita ela segura o lótus de Ísis, o lótus representando o feminino ou o poder passivo; suas raízes estão na terra sob a água, ou na própria água mas ele abre sua pétalas para o Sol cuja imagem é o bojo do cálice. É, portanto, uma figura viva do Cálice Sagrado( O Santo Graal) santificada pelo sangue do Sol. Empoleirados nas colunas de apoio em forma de chama de seu trono estão duas de suas aves mais sagradas, o pardal e a pomba. O ponto essencial deste simbolismo precisa ser buscado nos poemas de Catulo e Marcial. Há abelhas sobre seu manto e também dominós, circundado por linhas espirais contínuas. A significação é similar em toda parte. Em torno dela, como um cinto, se acha o Zodíaco.

Sob o trono há um piso coberto de tapeçaria bordada com flores-de-lis e peixes, os quais parecem estar adornando a Rosa Secreta, que é mostrada à base do trono. A significação deste símbolos já foi explicada. Nesta carta todos os símbolos são cognatos devido à simlicidade e pureza do emblema. Não há aqui nenhuma contradição; a oposição que parece existir é apenas a oposição necessária ao equlíbrio, o que é indicado pelas luas giratórias.

A heráldica da Imperatriz é dupla: de um lado o Pelicano da tradição alimentando seus filhotes do sangue de seu próprio coração, do outro, a a Águia Branca do Alquimista.

Com referência ao Pelicano, seu símbolo total só está disponível para Iniciados no Quinto grau da O.T.O.. Em termos gerais, pode-se sugerir o significado identificando-se o próprio Pelicano fêmea com a Grande Mãe e sua prople, com a filha na fórmula do Tetragrammaton. É porque a filha é a filha de sua mãe que ela pode ser guindada ao seu trono. Em outras palavras, há uma continuidade da vida, uma herança de sangue, que junta todas as formas da Natureza. Não há ruptura entre luz e trevas. Natura non facit saltum. Se estas considerações fossem inteiramente entendidas, possibilitaria a reconciliação da teoria quântica com as equações eletromagnéticas.

A Águia branca nestre trunfo corresponde à Águia Vermelha da Carta-Consorte, O Imperador. Aqui, é preciso trabalhar em sentido inverso, pois nestas cartas mais elevadas se acham os símbolos da perfeição; tanto a perfeição inicial da Natureza quanto a perfeição final da Arte; não apenas Ísis, mas também Néftis. Consequentemente, as minúscias do trabalho pertencem a cartas subsequentes, especialmente Atu VI e Atu XIV.

Ao fundo da carta está o Arco ou Porta, que é a interpetação da letra Daleth. Esta carta, em síntese, pode ser denominada Porta do Céu. Contudo, devido à beleza do símbolo, devido à sua apresentação omniforme, o estudante que es´ta deslunbrado por qualquer dada manifestação pode extraviar-se.

Em nenhuma outra carta tão é necessário desconsiderar as partes para se concentrar no todo.

Símbolos Principais:

Blusa Rosa - Amor Sutil (Ágape)

Lótus Azul - Santo Graal ( Polaridade Masculina e Feminina, Sol e Lua)

As Duas Luas - Dualidade necessária

Lua Crescente - Eva

Lua Minguante - Lilith

Cinturão - Zodíaco

Cisne - Símbolo da Grande Mãe

Escudo - Simboliza o Poder

Águia de Duas Cabeças - Exacerbação de Poder

A Lua atrás da Águia - A Polaridade Feminina

A Pomba - Vênus

O Pardal - Símbolo Fálico

Chamas azuis abaixo da Pomba - O Fluxo Menstrual - As abaixo do Pardal - o Glúten ou a secreção feminina normal.

Posição da Esquerda - Como se segurasse uma criança. Os Projetos e pensamentos mais importantes.

Flor de Lis - Símbolo da Abelha, é uma referência ao produto que alimenta a Rainha - a Geleia Real

Portal - Fertilidade e a passagem para Daäth.

Coroa com Orbe - Que possui poderosa capacidade de uso da mente.

Roupa de Guerreira - Significa que encara a vida com todo o objetivo

Rosa Mística abaixo dos Pés - Símbolo do Graal, que a Imperatriz é a Suprema Guardiã.

Referências

  • O livro de Thoth- o Tarô, Aleister Crowley