Usuário Discussão:Pedro Lamarao

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar

Pedro,

Procure colocar aqui alguma coisa relacionada ao seus interesses, perfil, projetos pessoais de forma que os leitores percebam sua seriedade e envolvimento.

Grato. Frater ABO

Não leu?

O que há? É só dizer isso como se fosse um estranho? Não vai ajudar a melhor os artigos?

93 Frater ABO

O que significa "melhorar os artigos" pra você? É algo diferente do que eu fiz até agora? --Pedro Lamarao 10:12, 6 Fevereiro 2007 (BRST)

Sobre o perfil do usuário

"seja por artigos que se parecem mais com conversa de botequim"

Se não gostou do artigo, clique em Editar e divirta-se.

Não basta dizer "não gostei e pronto". Muitas páginas aqui precisam de atenção, e não de ironia.

Frater Ex Lege

Felizmente eu, ao invés de dizer, "não gostei e pronto", digo, "isto aqui está errado pelo motivo A, B e C, e estas coisas devem ser corrigidas".

Além disso, felizmente pra você eu estou dando a você, e a todos, a oportunidade de seguir as minhas recomendações e melhorar substancialmente a qualidade do material escrito.

Se eu resolvesse agir individualmente como você sugere eu reescreveria os artigos inteiramente, inutilizando o trabalho de vocês, e acabando com excelentes oportunidades de aprendizado.

Se você não gosta de receber críticas, eu posso evitar com prazer os artigos que forem evidentemente de sua autoria.

Se você acha que as coisas que eu digo não tem fundamento, sinta-se à vontade para me explicar o porquê.

Se você acha que eu não tenho "moral" para dizer o que eu digo, então a situação realmente está ruim, porque minhas razões se sustentariam vindas da boca de qualquer pessoa, sendo elas boas razões.

--Pedro Lamarao 15:32, 7 Fevereiro 2007 (BRST)

Você não me entendeu. Sou totalmente a favor de indicar problemas nos artigos. O que não suporto é o teor como nas seguintes frases:

"seja por artigos que se parecem mais com conversa de botequim"

"A impressão final é de que para os responsáveis pelo site é mais importante fingir que estão fazendo o serviço entupindo páginas e mais páginas com um conteúdo qualquer que escrever artigos corretos sobre assuntos sobre os quais possuam expertise real."

Não quero que evite meus artigos, pelo contrário.

E no caso de "reescrever artigos inteiramente", note que em alguns artigos você apenas comenta uma frase. Se quiser, pode alterá-la diretamente. Isso se não for um ponto crítico do texto, ou algo que se encaixa no princípio de imparcialidade.

Frater Ex Lege

Se o meu tom está insuportável então está causando exatamente o que eu preciso.

Seu último comentário levanta mais um aspecto do problema. Eu anoto a discussão dos artigos porque quero discussão sobre o assunto. Por que o artigo está escrito da maneira como está? Ele foi pensado assim? O que o autor do artigo estava pensando quando escreveu aquilo? Se eu escrevo perguntas é porque quero conhecer as respostas. Pode ser que quando eu acuso uma afirmação de ser insustentada o autor tenha se esquecido de sustentá-la -- ou achava que ela era óbvia e podia passar sem argumentação.

Você quer que eu atropele o autor do artigo. Por isso eu digo novamente: a impressão que me dá é que a discussão, a pesquisa, o processo de conhecimento, nada disso interessa a você. O que interessa a você é o preenchimento do espaço vazio -- entupí-lo com o que quer que seja.

Mude o seu interesse. Mude agora.

--Pedro Lamarao 18:57, 9 Fevereiro 2007 (BRST)

O que interessa a você é o preenchimento do espaço vazio -- entupí-lo com o que quer que seja. Mude o seu interesse. Mude agora.

A você o que interessa é discutir - no sentido não-wiki.

Se eu quisesse mesmo "entupir", esta enciclopédia estaria cheia. Você sabe muito bem que é fácil dar um Ctrl+C e Ctrl+V.

E o que estou tentando dizer é que me incomodam as suas frases no seu perfil de usuário. Não estamos querendo "entupir" porcaria nenhuma, pelo contrário, por isso pedimos a ajuda de todos. Queremos qualidade, e não quantidade. Mas claro que o número de artigos só tende a crescer.

Bem, não quero mais discutir sobre. Mãos à obra.

Frater Ex Lege