Credo da Igreja Gnóstica

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar

A introdução a este artigo oferece contexto insuficiente para aqueles não familiarizados com o assunto.
Por favor nos ajude a melhorar a introdução para atingir o padrão Ocultura de qualidade. Você pode discutir o assunto na página de discussão.

Segundo a Missa Gnóstica (Liber XV)

Eu creio em um Senhor secreto e inefável; e em uma Estrela na companhia de outras Estrelas de cujo fogo nós fomos criados e para o qual nós deveremos retornar; e em um Pai de Vida, Mistério do Mistério, em Seu nome Chaos, o único vice-regente do Sol sobre a Terra; e em um Ar o nutridor de tudo o que respira.

E eu creio em uma Terra, a Mãe de todos nós, e em um Ventre no qual todos os homens são gerados, e onde eles deverão descançar, Mistério do Mistério, em seu nome Babalon.

E eu creio na Serpente e no Leão, Mistério do Mistério, em seu nome Baphomet.

E eu creio em uma Igreja Gnóstica e Católica de Luz, Vida, Amor e Liberdade, cuja Palavra é Thelema.

E eu creio na comunhão dos Santos.

E, assim como a comida e a bebida são diáriamente transmutados em nós em substância espiritual, eu creio no Milagre da Missa.

E eu confesso um Batismo de Sabedoria pelo qual nós realizamos o Milagre da Encarnação.

E eu confesso minha vida una, individual e eterna que foi, é e será.

AUMGN AUMGN AUMGN

Segundo John Bricaud

Eu creio em um só Deus, eterno Protetor e Pai Todo-Poderoso, Criador de todos os seres, visíveis e invisíveis, o primeiro nome da trindade de todos os divinos Eons. E em teu único Filho, o Logos Divino, o protótipo do homem, o segundo nome da trindade, Cristo, luz espiritual e física, nascido do tesouro da luz, verdadeiro Deus como o Pai e consubstancial com Ele, sem o qual nada foi feito. Que tornou-se encarnado na terra, na pessoa de Jesus, o salvador e estrela do pleroma, que desceu aqui por nós, tomando um corpo e uma alma como os nossos, no seio da abençoada Maria. Que foi manifesto em Jesus desde o tempo de seu batismo até o tempo de sua paixão; Que nos falou através de sua boca e nos ensinou a verdadeira e sagrada gnose e a santa vida, para livrar-nos da escravidão do Demiurgo e de seu Archon terrestre, para então permitir o nosso retorno, ao pleroma espiritual, nosso lar original, assim como ele mesmo retornou para lá depois da sua morte; Que voltará à terra outra vez em completa glória, para julgar os vivos e os mortos; Cujo reino não deverá ter fim. Eu creio no Espírito Santo, terceiro nome da trindade, que provém do Pai como o Filho; Que nos dá amor com a vida, que nos coloca na senda da verdade e da santidade, que unifica todos os seres, que é adorado e glorificado juntamente com o Pai e o Filho. Eu creio em uma só Igreja verdadeiramente universal ou católica, a origem na terra que advém juntamente com a raça humana, mas que nos céus constitui o sagrado pleroma, que é tão velho quando ao Próprio Deus, o Ser Perfeito. Eu confesso os dois batismos e os tres outros mistérios para a remissão dos pecados. Eu espero pela compleição do pleroma terrestre, o arrependimento dos mortos, a ascenção do pleroma, e por último a destruição final dos espíritos resistentes a qualquer conversão, ao mesmo tempo que a destruição do mundo físico, trabalho do Demiurgo. Amen.