Mudanças entre as edições de "O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago"

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
(Quadrados Mágicos de Palavras)
 
(24 revisões intermediárias por 2 usuários não estão sendo mostradas)
Linha 1: Linha 1:
{{tradução}}
+
[[Imagem:Abramelin.jpg|thumb|right|Capa da reimpressão de 1975 da versão inglesa de Mathers do Livro da Magia Sagrada de Abramelim o Mago.]]
  
[[Imagem:Abramelin.jpg|thumb|right|Capa da reimpressão de 1975 da versão inglesa de Mathers do Livro da Magia Sagrada de Abramelim o Mago.]]
+
'''O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago''' conta a história de um mago egípcio chamado [[Abramelin]], que ensina um sistema de magia a [[Abraão o Judeu]], alguém que viveu de 1362 a 1458.
 +
 
 +
A magia descrita neste livro foi "revivida" nos séculos XIX e XX através da tradução de [[Mathers]] do livro, que se tornou importante dentro da [[Golden Dawn]] e mais tarde no sistema [[Thelema|thelêmico]]. Infelizmente Mathers usou a cópia do manuscrito menos confiável como base para sua tradução, que contém muitos erros e omissões. A tradução seguinte por Georg Dehn e Steven Guth, baseada nas fontes mais recentes e completas, é mais culta e compreensível. Dehn atribuiu a autoria do Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago ao Rabi Yaakov Moelin (יעקב בן משה מולין; c . 1365–1427), um judeu talmudista alemão.
 +
 
 +
==A proveniência do manuscrito==
 +
O grimório é formado como uma espécie de novela epistolar ou autobiografia na qual Abraaão o Judeu descreve sua jornada da Alemanha ao Egito e revela os segredos [[magia|mágicos]] e [[cabala|cabalísticos]] de [[Abramelin]] ao seu filho Lamech. Internamente as datas do texto indicam o ano de 1458.
 +
 
 +
O livro existe na forma de seis manuscritos e uma edição impressa anterior. A proveniência do texto não é definidamente identificada. Os manuscritos mais recentes são duas versões que datam de cerca do ano 1608, estão escritos em alemão e são encontrados em Wolfenbüttel. Outros dois manuscritos estão em Dresden, e datam de cerca de 1700 e 1750 respectivamente. A primeira versão impressa, também em alemão, data de 1725 e foi impressa na Colônia por Peter Hammer. Uma cópia parcial em hebraico é encontrada na Bodleian Library em Oxford, e data de cerca de 1740. Uma cópia manuscrita existiu na França na Bibliothèque de l'Arsenal em Paris. A cópia francesa desapareceu, mas está disponível em microfilme.
  
'''O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago''' tells the story of an Egyptian mage named Abramelin, or Abra-Melin, who teaches a system of magic to Abraham of Worms, a German Jew presumed to have lived from c.1362 - c.1458. The magic described in the book was to find new life in the 19th and 20th centuries thanks to Mathers' translation, The Book of the Sacred Magic of Abramelin the Mage, its import within the Hermetic Order of the Golden Dawn, and later within the mystical system of Thelema (adapted from the philosophy of François Rabelais in 1904 by Aleister Crowley). Unfortunately, Mathers used the least-reliable manuscript copy as the basis for his translation and his translation contains many errors and omissions. The later English translation by Georg Dehn and Steven Guth, based on the earliest and most complete sources, is more scholarly and comprehensive. Dehn attributed authorship of The Book of Abramelin to Rabbi Yaakov Moelin (Hebrew יעקב בן משה מולין; ca. 1365–1427), a German Jewish Talmudist.
+
Todas as cópias em alemão consistem de quatro livros: uma descrição autobiográfica das viajens de [[Abraão o Judeu]] ao Egito, um livro de materiais sortidos do corpo da [[Cabala]] prática e os dois livros de magia dados por [[Abramelin]]. A bem conhecida tradução inglesa de [[Mathers]] do manuscrito francês de Paris contém apenas três dos quatro livros. A versão hebraica em Oxford é limitada ao Primeiro Livro, sem referência aos demais livros.
  
==The provenance of the manuscript==
+
De todas as fontes, os manuscritos alemães em Wolfenbüttel e Dresden são tidos pelos escolares como sendo os textos confiáveis. De acordo com o respeitável cabalista Gershom Scholem, a versão hebraica em Oxford foi traduzida em hebraica a partir do alemão. Uma análise da soletração e linguagem usada no manuscrito francês indica que data do século XVIII, e que também foi copiado do original alemão. Embora o autor cite partes do Livro Judeu de Psalms, a versão dada não é do hebraico; particularmente, é da Vulgata, uma tradução da Bíblia empregada por Católicos Romanos naquela época.
The grimoire is framed as a sort of epistolary novel or autobiography in which Abraham of Worms describes his journey from Germany to Egypt and reveals Abramelin's magical and Kabbalistic secrets to his son Lamech. Internally the text dates itself to the year 1458.
 
  
The book exists in the form of six manuscripts and an early printed edition. The provenance of the text has not been definitively identified. The earliest manuscripts are two versions that date from about 1608, are written in German and are found in Wolfenbüttel[1][2] Another two manuscripts are in Dresden, and date from about 1700 and 1750 respectively.[3][4] The first printed version, also in German, dates to 1725 and was printed in Cologne by Peter Hammer.[5] A partial copy in Hebrew is found in the Bodleian Library in Oxford, and dates from around 1740.[6] A manuscript copy existed in French in the Bibliothèque de l'Arsenal in Paris, an institution founded in 1797. The French copy has since disappeared, but is available on microfilm.
+
==A Operação de Abramelin==
 +
O texto descreve um elaborado ritual cujo propósito é obter o [[Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião]]. As preparações são elaboradas, difíceis, e longas. Todos os textos alemães decrevem uma duração para a operação de dezoito meses antes que qualquer contato divino seja conhecido. Na tradução de [[Mathers]], a fase inicial da operação dura apenas seis meses.
  
All German copies of the text consist of four books: an autobiographical account of the travels of Abraham of Worms to Egypt, a book of assorted materials from the corpus of the practical Kabbalah (including some which is duplicated in the German-Jewish grimoire called "The Sixth and 7th Books of Moses") and the two books of magic given by Abramelin to Abraham. The well-known English translation by S.L. MacGregor Mathers from the French Manuscript in Paris contains only three of the four books. The Hebrew version in Oxford is limited to Book One, without reference to the further books.
+
Durante o período da operação, o magista precisa diariamente orar antes do sol nascer e novamente ao pôr do sol. Durante esta fase preparatória, existem muitas restrições: castidade, recusar bebidas alcoólicas, e o magista precisa conduzir seus negócios com escupulosa justiça.
  
Of all the extant sources, the German manuscripts in Wolfenbüttel and Dresden are taken by scholars to be the authoritative texts. According to respected Kabbalist Gershom Scholem, the Hebrew version in Oxford was translated into Hebrew from German.[7] An analysis of the spelling and language usage in the French manuscript indicates that it dates to the 18th century, and that it was also likely copied from a German original. Although the author quotes from the Jewish Book of Psalms, the version given is not from the Hebrew; rather, it is from the Latin Vulgate, a translation of the Bible employed by Roman Catholics at that time.
+
Após a fase preparatório ter sido completada com sucesso, o [[Sagrado Anjo Guardião]] do magista aparecerá para revelar segredos mágicos. Uma vez que isso é feito, o magista deverá evocar os 12 Reis e Duques do Inferno (Lúcifer, Satan, Leviathan, etc.) e atá-los. Através disto, o magista ganha comando deles e remove suas influências negativas de sua vida. Adiante, estes espíritos deverão entregar um número de espíritos familiares (quatro familiares principais, e muitos outros associados com uma série de quadrados mágicos de palavras e talismãs providos no Quarto Livro).
  
==The Abramelin operation==
+
Os objetivos mágicos para os quais os demônios podem ser empregados são típicos daqueles encontrados em grimórios: ao praticante é prometida a habilidade de encontrar tesouros enterrados, realizar encantos de amor, a habilidade de voar, e o segredo da invisibilidade - listando apenas um pequeno número de exemplos.
The text describes an elaborate ritual whose purpose is to obtain the "knowledge and conversation" of the magician's "Holy Guardian Angel." The preparations are elaborate, difficult, and long. All of the German texts describe a duration for the operation of eighteen months before any divine contact is known. In the Mathers translation, the initial phase of working the system lasts only six months.
 
  
During the period of the work, the magician must daily pray before sunrise and again at sunset. During this preparatory phase, there are many restrictions: chastity must be observed, alcoholic beverages refused, and the magician must conduct his business with scrupulous fairness.
+
Quadrados mágicos são apresentados destacadamente nas instruções para executar estas operações, assim como receitas para um óleo de unção (pego de Êxodo 30), popularmente usado por magistas cerimoniais sob o nome de [[Óleo de Abramelin]]. Existem também muitas outras ferramentas - tal como uma lâmpada sagrada, uma Baqueta feita de um galho de Amendoeira, uma receita para incenso conhecida hoje como [[Incenso de Abramelin]] (também de Êxodo 30), vários Robes, um quadrado ou prataria de sete lados de prata ou cera de abelha, etc.
  
After the preparatory phase has been successfully completed, the magician's guardian angel will appear to reveal to the magician magical secrets. Once this is accomplished, the magician must evoke the 12 Kings and Dukes of Hell (Lucifer, Satan, Leviathan, etc) and bind them. Thereby, the magician gains command of them and removes their negative influence from his life. Further, these spirits must deliver a number of familiar spirits (four principle familiars, and several more associated with a set of magickal word-square talismans provided in the Abramelin's Book Four).
+
Porque o trabalho envolve a evocação de demônios, a operação de [[Abramelin]] tem sido comparada à [[Goetia]], especialmente por estudantes europeus. No entanto, o foco primário do texto é sobre a invocação do [[Sagrado Anjo Guardião]], e obras modernas sobre o assunto tendem a focar sobre este aspecto.
  
The magical goals for which the demons can be employed are typical of those found in grimoires: the practitioner is promised the ability to find buried treasure, cast love charms, the ability of magical flight, and the secret of invisibility- to list a small number of examples.
+
==Quadrados Mágicos de Palavras==
 +
A magia prática de Abramelin (encontrada no Livro III no texto francês e Livro IV no original alemão) centraliza-se sobre um conjunto de talismãs compostos de quadrados de palavras mágicos. Estes são similares aos quadrados mágicos tradicionais - embora costumem ser compotos por números, enquanto os quadrados de [[Abramelin]] contém letras. Comumente quadrados de letras são usados como jogos ou quebra-cabeças em jornais. No contexto de [[Abramelin]], o foco se torna místico - de tal forma que cada quadrado contém palavras ou nomes que se relacionam ao objetivo mágico do quadrado. Um paralelo é encontrado no famoso quadrado Sator Arepo Tenet Opera Rotas, uma versão alterada.
  
Magic squares feature prominently in the instructions for carrying out these operations, as does a recipe for an anointing oil (taken from Exodus 30), popularly used by ceremonial magicians under the name "Abramelin Oil". There are also several further tools - such as a holy Lamp, a Wand made of an almond branch, a recipe for incense known today as "Abramelin Incense" (also taken from Exodus 30), various Robes, a square or seven-sided plate of silver or (bees) wax, etc.
+
Um quadrado para "viajar no ar, sobre uma nuvem" contém a palavra NASA. A maior parte dos quadrados estão baseados aparentemente em escolhas de palavras do hebraico, arábico, latim, grego, caldeu e outras línguas.
  
Because the work involves evocation of demons, the Abramelin operation has been compared to Goetic magic, especially by European scholars. However, the text's primary focus is upon the invocation of the guardian angel, and modern works on the subject tend to focus upon this aspect as well.
+
Por exemplo, o quadrado entitulado "Para caminhar sob a água por quanto tempo quiser" contém a palavra MAIAM, o hebraico e arabico para "água". Um quadrado para recuperar tesouros começa com a palavra TIPHARAH, que pode significar "anel dourado" em hebraico e é também o nome de uma [[sephirah]] na [[Árvore da Vida]].
  
==Magick Word Squares==
+
==Abramelin e a Hermetic Order of the Golden Dawn==
The practical magick of Abramelin (found in both Book III of the French text, and Book IV of the German original) centers around a set of talismans composed of magick word squares. These are similar to traditional magic squares - though the latter are usually composed of numbers, while Abramelin's squares contain letters. Commonly word squares are used as puzzles or as teaching aids for students. In the context of Abramelin, the focus becomes mystical - so that each square should contain words or names that relate to the magickal goal of the square. A parallel is found in the famous Sator Arepo Tenet Opera Rotas word square, an altered version of which is also found among Abramelin's squares.
+
Em 1897, O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago foi traduzido para o inglês pelo ocultista britânico [[Mathers|Samuel L. MacGregor Mathers]]. A magia descrita no grimório influenciou na [[Hermetic Order of the Golden Dawn]], da qual Mathers foi líder.
  
A square for "Traveling in the air, on a cloud" contains the word NASA. The bulk of the squares are based on apparently intentional choices of words from Hebrew, Abrabic, Latin, Greek, Chaldean and other languages.
+
O ocultista britânico [[Aleister Crowley]], na época um jovem membro da [[Golden Dawn]], iniciou as preparações para obter a visão do anjo seguindo as instruções de [[Abramelin]], mas abandonou este plano para assistir Mathers durante a cisma da Golden Dawn de 1901.
  
For example, a square entitled "To walk under water for as long as you want" contains the word MAIAM, the Hebrew and Arabic word for "water". A square for recovering treasures of jewelry begins with the word TIPHARAH, which can mean "golden ring" in Hebrew and is also the name of the sphere of "Beauty" on the Kabbalistic Tree of Life.
+
==Abramelin e Thelema==
 +
O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago causou um efeito profundo sobre [[Aleister Crowley]].
  
==Abramelin and the Hermetic Order of the Golden Dawn==
+
No sistema de [[Thelema]], o [[Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião]] é a tarefa fundamental de todo Adepto. Esse conceito é anexado ao conceito central de [[Thelema]]: a [[Verdadeira Vontade]], que pode ser descrita como seu destino ou missão na vida, que não pode ser completamente descoberto até que o [[Sagrado Anjo Guardião]], Deus, ou Eu Superior seja contactado. Apesar de que Crowley elaborou sua própria versão do ritual, os conceitos fundamentais permancem fiéis às idéias de [[Abramelin]].
In 1897, The Book of the Sacred Magic of Abramelin the Mage was translated into English by the British occultist Samuel L. MacGregor Mathers. The magic described in the grimoire was influential in the Hermetic Order of the Golden Dawn, of which Mathers was the head.
 
  
The British occultist Aleister Crowley, at the time a young member of the Hermetic Order of the Golden Dawn, started preparations for seeking the angel by following Abramelin's instructions, but he abandoned this plan to assist Mathers during the Golden Dawn schism of 1901.
+
Em 1906, Crowley decidiu alterar a operação de [[Abramelin]] de tal forma que pudesse realizá-la durante uma viagem com sua esposa Rose Kelly e sua filha na China. Ele primeiramente reportou uma visão de uma figura brilhante que o admitiu à [[A.'.A.'.|Ordem da Estrela de Prata]], e depois uma experiência mística mais drástica que ele considerou ser o [[Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião]]. No entanto, ele mostrou ambivalência sobre a regra que seu uso de hashishe adetou nesta experiência, então em Outubro de 1908, ele novamente realizou a operação em Paris sem o uso de drogas. Ver João São João.
  
==Abramelin and Thelema==
+
Nos anos anteriores, Crowley clamou ter completado com sucesso a operação de [[Abramelin]], mas o resultado deste experimento não foram aqueles poderes anunciados (como invisibilidade, etc). Particularmente, ele atribuiu à operação de [[Abramelin]] a revelação do [[Livro da Lei]] e a proclamação do [[Aeon|Aeon de Hórus]], que recebeu enquanto residia temporariamente no Egito em 1904.
The Book of the Sacred Magic of Abramelin the Mage was to have a profound effect upon Crowley, the eventual founder of Thelema. As he developed the mystical system of Thelema, the Knowledge and Conversation of the HGA was to become the fundamental task of every adept. This was attached to the central concept of Thelema, True Will, which can be described as one's sacred destiny or path in life, which cannot be fully known in consciousness until the HGA is contacted. Although Crowley was to go on to create his own ritual for attaining this, while also saying that an adept could more or less achieve this mystical state in any number of ways, the fundamental concepts remained consistent with Abramelin.
 
  
In 1906, Crowley decided to alter the Abramelin operation so that he might perform it during a trip he and his wife Rose Kelly and their infant daughter were taking through China. He reported first a vision of a shining figure who admitted him to the Order of the Silver Star, and later a more drastic mystical experience that he considered to be the Knowledge and Conversation of his Holy Guardian Angel. However, he showed ambivalence about the role that his use of hashish had played in this experience, so in October 1908, he again performed the operation in Paris without the use of drugs. (See John St. John, in external links.)
+
==Abramelin e ocultismo eclético contemporâneo==
 +
Desde a época da tradução de Mathers, O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago tornou-se popular entre os magistas cerimoniais e ocultistas interessados em [[Cabala]] [[Hermetismo|Hermética]], [[Cabala]] Cristã e [[Grimório]]s; de língua inglesa. A brochura reimpressa durante a ascenção renovada do interesse em [[Hermetismo]] durante os anos 70 pôs o livro frente a uma nova geração de leitores, e um desdobramento disto foi o número de pessoas, tanto dentro e fora das comunidades Thelêmicas e da Golden Dawn, que clamaram ter tanto executado a operação de Abramelin quanto ter experimentado com sucesso os quadrados mágicos e e a fórmula do [[Óleo de Abramelin]] encontrada no texto.
  
In later years, Crowley claimed to have successfully completed the Abramelin operation, but the outcome of his experiment was not the advertised powers of treasure-finding, invisibility, flight, and love-drawing. Rather, he attributed to the Abramelin operation the revelation of The Book of the Law and the proclamation of the "Aeon of Horus", which he received while he was sojourning in Egypt in 1904.
+
Existem muitas diferenças importantes entre os originais manuscritos e a edição de Mathers.
  
==Abramelin and contemporary eclectic occultism==
+
#Um dos quatro livros foi perdido inteiramente no manuscrito francês no qual ele trabalhou;
Since the time of Mathers' translation, The Book of the Sacred Magic of Abramelin the Mage has remained popular among English-speaking ceremonial magicians and occultists interested in Hermetic Qabalah, Christian Kabbalah and grimoires. A paperback reprint during the renewed rise of interest in hermeticism during the 1970s placed the book before a new generation of readers, and one offshoot of this was that a number of people, both within and without the Thelemic and Golden Dawn communities, claimed to have either undertaken the Abramelin operation in toto or to have successfully experimented with the magic squares and Abramelin oil formula found in the text.
+
#Mathers deu a duração da operação como sendo de seis meses, enquanto todas as outras fontes especificam dezoiro meses;
 +
#Possivelmente devido a uma má tradução, Mathers mudou um dos ingredientes da receita do [[Óleo de Abramelin]], especificando gengibre ao invés de cálamo. O óleo no manuscrito alemão também contém cássia e é mais parecido com a receita bíblica de óleo de unção. As diferenças entre as receitas causa muitas mudanças notáveis nas características do óleo, incluindo comestibilidade, fragrância, sensação dermal e simbolismo espiritual;
 +
#Existem 242 quadrados de palavras na tradução de Mathers, enquanto no original alenão existem 251. A maioria dos quadrados na edição de Mathers não estão completamente preenchidos.
  
There are several important differences between the original manuscripts and Mathers' edition. First, one of the four books was missing entirely from the French manuscript with which he worked. Second, Mathers gave the duration of the operation as six months, whereas all other sources specify eighteen months. Third, possibly due to a mistranslation, Mathers changed one of the ingredients within the recipe for Abramelin oil, specifying galangal instead of the original herb calamus. The oil in the German manuscript sources also contains cassia and is nearly identical to the biblical recipe for Holy anointing oil. The differences between the recipes cause several notable changes in the oil's characteristics, including edibility, fragrance, dermal sensation, and spiritual symbolism. Fourth, there are 242 word squares in Mathers' translation, while the original German has 251. Most of the squares in Mathers are not completely filled in, and those that are differ markedly from the German sources.
+
Uma tradução alemã, creditada a [[Abraão o Judeu]] e editada por Georg Dehn, foi publicada em 2001 pela Edition Araki. Na versão de Dehn, o quarto livro foi incluido e a substituição de gengibre de Mathers foi revertida para calámo. Todos os 251 quadrados foram incluídos.
  
A German translation, credited to Abraham of Worms and edited by Georg Dehn, was published in 2001 by Edition Araki. In the Dehn version, the fourth book is included and Mathers' galangal substitution is reverted back to calamus (though not in the English translation — see Abramelin Oil). All 251 of the word squares are completely filled in. An English translation of Dehn's edition was published 2006 by the American publisher Nicholas Hays.
+
==Ver também==
 +
*[[Sagrado Anjo Guardião]]
 +
*[[Thelema]]
 +
*[[Goetia]]
  
 
==Referências==
 
==Referências==
 
*[http://en.wikipedia.org/wiki/The_Book_of_Abramelin Wikipedia] - retirado dia 01/08/2008 e.v.
 
*[http://en.wikipedia.org/wiki/The_Book_of_Abramelin Wikipedia] - retirado dia 01/08/2008 e.v.

Edição atual tal como às 17h28min de 2 de janeiro de 2009

Capa da reimpressão de 1975 da versão inglesa de Mathers do Livro da Magia Sagrada de Abramelim o Mago.

O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago conta a história de um mago egípcio chamado Abramelin, que ensina um sistema de magia a Abraão o Judeu, alguém que viveu de 1362 a 1458.

A magia descrita neste livro foi "revivida" nos séculos XIX e XX através da tradução de Mathers do livro, que se tornou importante dentro da Golden Dawn e mais tarde no sistema thelêmico. Infelizmente Mathers usou a cópia do manuscrito menos confiável como base para sua tradução, que contém muitos erros e omissões. A tradução seguinte por Georg Dehn e Steven Guth, baseada nas fontes mais recentes e completas, é mais culta e compreensível. Dehn atribuiu a autoria do Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago ao Rabi Yaakov Moelin (יעקב בן משה מולין; c . 1365–1427), um judeu talmudista alemão.

A proveniência do manuscrito

O grimório é formado como uma espécie de novela epistolar ou autobiografia na qual Abraaão o Judeu descreve sua jornada da Alemanha ao Egito e revela os segredos mágicos e cabalísticos de Abramelin ao seu filho Lamech. Internamente as datas do texto indicam o ano de 1458.

O livro existe na forma de seis manuscritos e uma edição impressa anterior. A proveniência do texto não é definidamente identificada. Os manuscritos mais recentes são duas versões que datam de cerca do ano 1608, estão escritos em alemão e são encontrados em Wolfenbüttel. Outros dois manuscritos estão em Dresden, e datam de cerca de 1700 e 1750 respectivamente. A primeira versão impressa, também em alemão, data de 1725 e foi impressa na Colônia por Peter Hammer. Uma cópia parcial em hebraico é encontrada na Bodleian Library em Oxford, e data de cerca de 1740. Uma cópia manuscrita existiu na França na Bibliothèque de l'Arsenal em Paris. A cópia francesa desapareceu, mas está disponível em microfilme.

Todas as cópias em alemão consistem de quatro livros: uma descrição autobiográfica das viajens de Abraão o Judeu ao Egito, um livro de materiais sortidos do corpo da Cabala prática e os dois livros de magia dados por Abramelin. A bem conhecida tradução inglesa de Mathers do manuscrito francês de Paris contém apenas três dos quatro livros. A versão hebraica em Oxford é limitada ao Primeiro Livro, sem referência aos demais livros.

De todas as fontes, os manuscritos alemães em Wolfenbüttel e Dresden são tidos pelos escolares como sendo os textos confiáveis. De acordo com o respeitável cabalista Gershom Scholem, a versão hebraica em Oxford foi traduzida em hebraica a partir do alemão. Uma análise da soletração e linguagem usada no manuscrito francês indica que data do século XVIII, e que também foi copiado do original alemão. Embora o autor cite partes do Livro Judeu de Psalms, a versão dada não é do hebraico; particularmente, é da Vulgata, uma tradução da Bíblia empregada por Católicos Romanos naquela época.

A Operação de Abramelin

O texto descreve um elaborado ritual cujo propósito é obter o Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião. As preparações são elaboradas, difíceis, e longas. Todos os textos alemães decrevem uma duração para a operação de dezoito meses antes que qualquer contato divino seja conhecido. Na tradução de Mathers, a fase inicial da operação dura apenas seis meses.

Durante o período da operação, o magista precisa diariamente orar antes do sol nascer e novamente ao pôr do sol. Durante esta fase preparatória, existem muitas restrições: castidade, recusar bebidas alcoólicas, e o magista precisa conduzir seus negócios com escupulosa justiça.

Após a fase preparatório ter sido completada com sucesso, o Sagrado Anjo Guardião do magista aparecerá para revelar segredos mágicos. Uma vez que isso é feito, o magista deverá evocar os 12 Reis e Duques do Inferno (Lúcifer, Satan, Leviathan, etc.) e atá-los. Através disto, o magista ganha comando deles e remove suas influências negativas de sua vida. Adiante, estes espíritos deverão entregar um número de espíritos familiares (quatro familiares principais, e muitos outros associados com uma série de quadrados mágicos de palavras e talismãs providos no Quarto Livro).

Os objetivos mágicos para os quais os demônios podem ser empregados são típicos daqueles encontrados em grimórios: ao praticante é prometida a habilidade de encontrar tesouros enterrados, realizar encantos de amor, a habilidade de voar, e o segredo da invisibilidade - listando apenas um pequeno número de exemplos.

Quadrados mágicos são apresentados destacadamente nas instruções para executar estas operações, assim como receitas para um óleo de unção (pego de Êxodo 30), popularmente usado por magistas cerimoniais sob o nome de Óleo de Abramelin. Existem também muitas outras ferramentas - tal como uma lâmpada sagrada, uma Baqueta feita de um galho de Amendoeira, uma receita para incenso conhecida hoje como Incenso de Abramelin (também de Êxodo 30), vários Robes, um quadrado ou prataria de sete lados de prata ou cera de abelha, etc.

Porque o trabalho envolve a evocação de demônios, a operação de Abramelin tem sido comparada à Goetia, especialmente por estudantes europeus. No entanto, o foco primário do texto é sobre a invocação do Sagrado Anjo Guardião, e obras modernas sobre o assunto tendem a focar sobre este aspecto.

Quadrados Mágicos de Palavras

A magia prática de Abramelin (encontrada no Livro III no texto francês e Livro IV no original alemão) centraliza-se sobre um conjunto de talismãs compostos de quadrados de palavras mágicos. Estes são similares aos quadrados mágicos tradicionais - embora costumem ser compotos por números, enquanto os quadrados de Abramelin contém letras. Comumente quadrados de letras são usados como jogos ou quebra-cabeças em jornais. No contexto de Abramelin, o foco se torna místico - de tal forma que cada quadrado contém palavras ou nomes que se relacionam ao objetivo mágico do quadrado. Um paralelo é encontrado no famoso quadrado Sator Arepo Tenet Opera Rotas, uma versão alterada.

Um quadrado para "viajar no ar, sobre uma nuvem" contém a palavra NASA. A maior parte dos quadrados estão baseados aparentemente em escolhas de palavras do hebraico, arábico, latim, grego, caldeu e outras línguas.

Por exemplo, o quadrado entitulado "Para caminhar sob a água por quanto tempo quiser" contém a palavra MAIAM, o hebraico e arabico para "água". Um quadrado para recuperar tesouros começa com a palavra TIPHARAH, que pode significar "anel dourado" em hebraico e é também o nome de uma sephirah na Árvore da Vida.

Abramelin e a Hermetic Order of the Golden Dawn

Em 1897, O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago foi traduzido para o inglês pelo ocultista britânico Samuel L. MacGregor Mathers. A magia descrita no grimório influenciou na Hermetic Order of the Golden Dawn, da qual Mathers foi líder.

O ocultista britânico Aleister Crowley, na época um jovem membro da Golden Dawn, iniciou as preparações para obter a visão do anjo seguindo as instruções de Abramelin, mas abandonou este plano para assistir Mathers durante a cisma da Golden Dawn de 1901.

Abramelin e Thelema

O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago causou um efeito profundo sobre Aleister Crowley.

No sistema de Thelema, o Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião é a tarefa fundamental de todo Adepto. Esse conceito é anexado ao conceito central de Thelema: a Verdadeira Vontade, que pode ser descrita como seu destino ou missão na vida, que não pode ser completamente descoberto até que o Sagrado Anjo Guardião, Deus, ou Eu Superior seja contactado. Apesar de que Crowley elaborou sua própria versão do ritual, os conceitos fundamentais permancem fiéis às idéias de Abramelin.

Em 1906, Crowley decidiu alterar a operação de Abramelin de tal forma que pudesse realizá-la durante uma viagem com sua esposa Rose Kelly e sua filha na China. Ele primeiramente reportou uma visão de uma figura brilhante que o admitiu à Ordem da Estrela de Prata, e depois uma experiência mística mais drástica que ele considerou ser o Conhecimento e Conversação do Sagrado Anjo Guardião. No entanto, ele mostrou ambivalência sobre a regra que seu uso de hashishe adetou nesta experiência, então em Outubro de 1908, ele novamente realizou a operação em Paris sem o uso de drogas. Ver João São João.

Nos anos anteriores, Crowley clamou ter completado com sucesso a operação de Abramelin, mas o resultado deste experimento não foram aqueles poderes anunciados (como invisibilidade, etc). Particularmente, ele atribuiu à operação de Abramelin a revelação do Livro da Lei e a proclamação do Aeon de Hórus, que recebeu enquanto residia temporariamente no Egito em 1904.

Abramelin e ocultismo eclético contemporâneo

Desde a época da tradução de Mathers, O Livro da Magia Sagrada de Abramelin o Mago tornou-se popular entre os magistas cerimoniais e ocultistas interessados em Cabala Hermética, Cabala Cristã e Grimórios; de língua inglesa. A brochura reimpressa durante a ascenção renovada do interesse em Hermetismo durante os anos 70 pôs o livro frente a uma nova geração de leitores, e um desdobramento disto foi o número de pessoas, tanto dentro e fora das comunidades Thelêmicas e da Golden Dawn, que clamaram ter tanto executado a operação de Abramelin quanto ter experimentado com sucesso os quadrados mágicos e e a fórmula do Óleo de Abramelin encontrada no texto.

Existem muitas diferenças importantes entre os originais manuscritos e a edição de Mathers.

  1. Um dos quatro livros foi perdido inteiramente no manuscrito francês no qual ele trabalhou;
  2. Mathers deu a duração da operação como sendo de seis meses, enquanto todas as outras fontes especificam dezoiro meses;
  3. Possivelmente devido a uma má tradução, Mathers mudou um dos ingredientes da receita do Óleo de Abramelin, especificando gengibre ao invés de cálamo. O óleo no manuscrito alemão também contém cássia e é mais parecido com a receita bíblica de óleo de unção. As diferenças entre as receitas causa muitas mudanças notáveis nas características do óleo, incluindo comestibilidade, fragrância, sensação dermal e simbolismo espiritual;
  4. Existem 242 quadrados de palavras na tradução de Mathers, enquanto no original alenão existem 251. A maioria dos quadrados na edição de Mathers não estão completamente preenchidos.

Uma tradução alemã, creditada a Abraão o Judeu e editada por Georg Dehn, foi publicada em 2001 pela Edition Araki. Na versão de Dehn, o quarto livro foi incluido e a substituição de gengibre de Mathers foi revertida para calámo. Todos os 251 quadrados foram incluídos.

Ver também

Referências