Bolo de Luz

De Ocultura
Revisão de 11h01min de 20 de setembro de 2006 por Vitorpvcampos (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Definição


A Missa Gnóstica Aleister Crowley escreveu o Liber XV em 1913, em Moscou, no ano seguinte ao de sua colocação por Theodor Reuss como Grau Xº, Cabeça da Seção Britânica da O.T.O.. De acordo com W. B. Crow em "A History of Magic, Witchcraft and Ocultism" ("Uma História da Magia, Bruxaria e Ocultismo"), Crowley escreveu-o "sob a influência da Liturgia da Igreja Russa de São Basílio". Crowley publicou a Missa Gnóstica três vezes durante sua vida: em 1918 no "The International", em 1919 no "Equinox, Volume III, No. 1" (o "Equinox Azul") e em 1929 no Apêndice IV de "Magick in Theory and Practice". Theodor Reuss publicou uma versão em Alemão em 1918. Sua primeira celebração foi em um domingo, 19 de março de 1933 e.v., por Wilfred T. Smith e Regina Kahl, em Hollywood (CA), E.U.A.. Crowley escreveu no Capítulo 73 de seu livro "Confessions":

Durante este período [O verão de 1913 e.v.] a plena interpretação do mistério central da maçonaria tornou-se claro na consciência e eu expressei-o de forma dramática em The Ship. O clímax lírico e, de certa maneira, o meu sucesso supremo em invocações; de fato, o coro começa:

"Vós que sois além de tudo o que sou..."

o que pareceu-me dever ser introduzido como hino no Ritual da Igreja Católica Gnóstica, o que, mais tarde naquele ano, preparei para uso da O.T.O. as Cerimônias Pública e Privada, correspondendo à missa da Igreja Católica Romana.


Receita

1. http://www.ordotempliorientisbrasil.org/textos_pag.asp?id=698764360

2. http://www.ordotempliorientisbrasil.org/textos_pag.asp?id=1690572969