Satan

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
Revisão.jpg
Atenção: Esta página foi marcada para revisão!
Se tem algum conhecimento sobre este assunto, por favor verifique a consistência e o rigor deste artigo.


Identidade visual bastante usada na ficção para ilustrar a imagem do diabo: pele vermelha, orelhas pontudas, chifres, dentes pontudos, rabo de seta, garras etc.

O Diabo (do latim diabŏlus, por sua vez do grego antigo διάβολος, "caluniador") é o nome dado à entidade sobrenatural, um demônio malígno, que personifica o mal, em diversas religiões ocidentais. O grande demônio, é formado por quatro diferentes formas de expressões malígnas, ditos "Príncipes dos Infernos", "quatro infernos": Satã (Fogo), Lúcifer (ar), Belial (terra), Leviatã (água).

Nomes mais comuns para o Diabo

Embora originalmente não se relacionem ao Diabo, estes nomes são usados frequentemente para referi-lo:


Apesar de diversificado, na demonologia clássica, alguns desses nomes referem-se a entidades diferentes, os Arquidemônios. Esses são antigos arcanjos que decidiram seguir a Lúcifer. Representam os pecados capitais.

  • Belzebu - O filho de Lucifer, (paródia de Jesus)
  • Belial - Arquidemônio que representa a ira
  • Pazuzu - Arquidemônio que representa a preguiça
  • Asmodeus - Arquidemônio que representa a luxúria
  • Nergal - Arquidemônio que representa a soberba
  • Abramalech - Arquidemônio que representa a avareza
  • Baalberith - Arquidemônio que representa gula
  • Astaroth - Arquidemônio que representa a inveja

Outros nomes

  • Ahpuch - Demônio Maia
  • Adramelech - Demônio Sumeriano
  • Ahriman - Demônio mazdeano
  • Apollyon - Sinônimo grego para Satan, o arquidemônio
  • Baphomet - Adotado pelos cristãos inquisitórios como símbolo de Satan
  • Beherit - Nome sírio para Satan
  • Bile - Deus celta do inferno
  • Demogorgon - Nome grego para Demônio, diz-se que não seria conhecido pelos mortais
  • Drácula - Nome romeno para demônio
  • Emma-O - Regente japonês do inferno
  • Gorgo - Diminutivo de Demogorgon, nome grego para Demônio

Surgimento

Segundo a igreja católica, ele seria a noção de uma entidade sobrenatural e central que incorpora o mal, assim como a noção de entidades que incorporam o bem (anjos), apareceu primeiro, na sociedade ocidental, através do judaísmo, que apropriou-se dos conceitos da religião persa do zoroastrismo.

Mas Satanistas defendem que como sua imagem foi criada pela igreja católica (assim como uma pré definição de que ele representaria o mal), não há como saber quem seria o bem ou o mal. Cada um teria sua crença. Por isso há um certo conflito entre a igreja católica (entre outras, hoje em dia) e o Satanismo.

Zoroastrismo

Prega-se que havia dois seres opostos que representavam o bem e o mal.

Segundo a igreja católica, Ahura-Mazda e Ahriman, respectivamente, senhores do mundo das luzes e do mundo das trevas. Ambos em conflito cósmico até que um pudesse derrotar o outro.

A visão bíblica cristã

A palavra grega διάβολος (diábolos), traduzida do hebraico, significa aquele que se lança contra, acusador, inimigo, caluniador e enganador. Deus não criou o diabo, e sim um anjo de luz - daí o nome Lúcifer, o portador de luz -, um querubim ungido, responsável pela guarda, um anjo que vivia cheio de resplendor e glória.

"Estavas no Éden, jardim de Deus; toda pedra preciosa era a tua cobertura: a sardônia, o topázio, o diamante, a turquesa, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo, a esmeralda e o ouro; a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti; no dia em que foste criado, foram preparados. Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti. Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim protelar, entre pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti"
Ezequiel 28.13.17

Não sabendo guardar a sua posição, Lúcifer concebeu o orgulho e a vaidade no coração e pensou:

"Eu subirei ao céu e, acima, das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte. Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo"
Isaías 14.13.14

Esse foi o erro de Lúcifer: desejar ser igual a Deus. Ele intentou tomar o lugar do Senhor; a criatura almejou ser como o Criador. Lamentável é que ele tenha conseguido arrebanhar parte dos anjos de Deus em sua queda.

"E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele"
Apocalipse 12.9

A grande mentira

Houve uma verdadeira insurreição nos céus. Há quem interprete Apocalipse 12.4 como sendo o número de anjos que Satanás conseguiu arrastar com ele em sua queda: E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu e lançou-as sobre a terra. Se o número é real, podemos entender que a coisa foi muito séria, pois um em cada três anjos de Deus foi contaminado por Satanás e, conseqüentemente, esses anjos foram lançados fora dos céus.

Veja também