Ritos Maçônicos

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar

Rito Maçônico é um conjunto sistemático de cerimônias e ensinamentos maçônicos, esses variam de acordo com o período histórico, conotação, objetivo e temática dada pelo seu criador. Na prática é o ato de se conferir a "Luz Maçônica" a um profano, através de um cerimonial próprio.

Em seiscentos anos de Maçonaria documentada, uma imensidade de ritos surgiram. Mas, de 1356 a 1740, existiu um rito apenas, ou melhor um sistema de cerimônias e práticas, ainda sem o título de Rito, que normatizava as reuniões maçônicas. Somente a partir de 1740 é que uma infinidade de ritos varreu o chão maçônico da Europa. Para evitar heresias, um Rito deve ter conteúdo que consagre algumas exigências bem conhecidas: o símbolo do Grande Arquiteto do Universo, o Livro da Lei, o Esquadro e o Compasso sobre o altar dos juramentos, sinais, toques, palavras e a divisão da Maçonaria Simbólica em três graus. Não há nenhum órgão internacional para reconhecer ritos. Acima do 3º Grau, cada Rito estabelece sua própria doutrina, hierarquia e cerimonial.

Os ritos hoje mais difundido no mundo são: O rito de York, o rito Escocês Antigo e Aceito, O rito Francês ou Moderno. No Brasil se exercem todos esses, mais se destacam também o rito Brasileiro e o Adonhiramita.

Características de alguns Ritos Maçônicos

  • Adonhiramita - Criado pelo Barão de Tschoudy, ilustre escritor, em Paris, França no ano de 1766, de caráter místico e cerimonial, atualmente só em funcionamento no Brasil Brasileiro: Rito que se originou em 1878 em Recife, com o primeiro movimento maçônico brasileiro, ficou adormecido até que em 1976 por iniciativa de Lauro Sodré, Grão Mestre, deu o caráter de regular, legítimo e legal para o rito. Este sofreu ainda atualizações, para a sua forma atual.
  • Escocês Antigo e Aceito - Derivou-se do Rito de Heredon, em 1º de maio de 1786 foram fixados as regras e seus fundamentos, composto até hoje de 33 graus, atualmente é o rito mais difundido nos países latinos.
  • Escocês Retificado (1782) - Como o próprio nome afirma, este rito consiste numa reformulação do R.E.A.A. e o objetivo era retirar um conteúdo por alguns considerado desnecessários.
  • Estrita Observânça - Criado em 1764 pelo Barão Hund, com fundamento nas antigas "Ordens de Cavalaria" . Era composto de 12 graus,esse rito deu origem aos ritos da Alta Observância e o da Exata Observância.
  • Francês ou Moderno - A história deste rito se inicia em 1774, com a nomeação de uma comissão para se reduzir os raus, deixando apenas os simbólicos, no princípio houve uma forte oposição, então a comissão decidiu, deixar 4 dos principais graus filosóficos, com o decorrer do tempo, lojas adotaram o rito, hoje em dia é muito praticado na França e nos países, que estiveram sob sua influência.
  • Heredom ou Perfeição - Iniciado em Paris, no ano de 1758.
  • York (ou Real Arco) - O Rito de York foi fundado nos Estados Unidos da América do Norte pelos idos do ano de 1797, que teve como mentor o renomado Ir.: Thomas Smith Webb.
  • Mizraim ou Egípcio - Acredita-se ter surgido na Itália em 1813, e em seguida foi levada a França por Marc, Michel e Joseph Bédarride , Mizr significa Egito em hebraico, e seus divulgadores afirmam ser derivado dos Antigos Mistérios Egípcios, possuem 90 graus, dividido em quatro classes.
  • Memphis ou Oriental - Foi introduzido em Marselha(França) pelos Maçons Marconis de Négre e Mouret , no ano de 1838, esse rito dirige seus ensinamentos como o de Mizraim para a tradição Egipcia, compõe-se de 92 graus, dividido em 3 séries.
  • Mênphis-Mizraim - Rito criado com a reunião dos ritos de Mênphis e Mizraim em 1899 no Grande Oriente da França.
  • Adoção - Criado pelo grande Cagliostro na França em 1730, e reconhecido pelo Grande Oriente da França em 1774, trata-se de um rito voltado de temática egípcia, voltado para mulheres.
  • Schröeder - Criado por Frederick Louis Schroeder , em 1766 na Alemanha, com a idéia de a Maçonaria conter apenas às sua características fundamentais iniciais, sem nenhum acréscimos. Schroeder estudou muito as origens maçônicas para compor este rito.
  • Swenderborg - Criado em 1721 pelo Sueco Emmanuel Swenderborg , grande iluminista, teósofo, filósofo, psicólogo, e físico, e estudioso dos mistérios maçônicos desenvolveu este rito com oito graus, e deu origem posteriormente aos ritos denominados de Iluministas.