Pentateuco

De Ocultura
Ir para navegação Ir para pesquisar
Nota: Se procura a visão judaica do Pentateuco, consulte Torá.
Antigo Testamento
Genesis in a Tamil bible from 1723.jpg
Pentateuco
Gênesis
(Gen, Gn)
Êxodo
(Ex)
Levítico
(Lev, Lv)
Números
(Num, Nm)
Deuteronômio
(Deut, Dt)
Livros históricos
Josué
(Jos)
Juízes
(Juí, Jz)
Rute
(Rut)
I Samuel
(I Sam)
II Samuel
(II Sam)
I Reis
(I Re)
II Reis
(II Re)
I Crônicas
(I Cron)
II Crônicas
(II Cron)
Esdras
(Esd)
Neemias
(Ne)
Tobias
(Tob, Tb) *
Judite
(Jdt) *
Ester
(Est)
I Macabeus
(I Mac, I M) *
II Macabeus
(II Mac, II M) *
Livros Sapienciais

(Jó)
Salmos
(Sal, Sl)
Provérbios
(Prov, Pr)
Eclesiastes
(Ecl, Ecle)
Cântico dos Cânticos
(Cant, Ct)
Sabedoria
(Sab) *
Eclesiástico
(Ecli, Eclo) *
Livros Proféticos
Isaías
(Is)
Jeremias
(Jer, Jr)
Lamentações
(Lam)
Baruc
(Bar, Ba) *
Ezequiel
(Ez)
Daniel
(Dan, Dn)
Oséias
(Os)
Joel
(Joel, Jl)
Amós
(Am)
Obadias
(Abd, Ab)
Jonas
(Jon, Jn)
Miquéias
(Miq, Mi)
Naum
(Na)
Habacuque
(Hab, Ha)
Sofonias
(Sof, So)
Ageu
(Ag)
Zacarias
(Zac, Za)
Malaquias
(Mal, Ml)


* são deuterocanônicos

Do grego, "os cinco rolos", o pentateuco é composto pelos cinco primeiros livros da bíblia cristã. Também chamado de Torá, uma palavra da língua hebraica com significado associado ao ensinamento, instrução, ou especialmente Lei, uma referência à primeira secção do Tanakh, i.e., os primeiros cinco livros da Bíblia Hebraica, da autoria de Moisés. Os judeus também usam a palavra Torá num sentido mais amplo, para referir o ensinamento judeu através da história como um todo. Neste sentido, o termo abrange todo o Tanakh, o Mishnah, o Talmud e a literatura midrash. Em seu sentido mais amplo, os judeus usam a palavra Torá para referir-se a todo e qualquer tipo de ensino ou filosofia.

Livros do pentateuco (Torá)

Génesis

Primeiro livro da Bíblia. Narra acontecimentos, desde a criação do mundo, na perspectiva judaica (o chamado "relato do Génesis"), passando pelos Patriarcas hebreus, até à fixação deste povo no Egipto, depois da história de José.

Êxodo

O livro conta a história da saída do povo de Israel do Egipto, onde foram escravos durante 400 anos. Narra o nascimento, a vida e o ministério de Moisés diante do povo de Israel.

Levítico

Basicamente é um livro teocrático, isto é, tem caráter legislativo; apresenta em seu texto o ritual dos sacrifícios, as normas que diferenciam o puro do impuro, a lei da santidade e o calendário religioso entre outras normas e legislações que regulariam a religião.

Números

Este livro é de especial interesse histórico, pois fornece detalhes acerca da rota dos israelitas no deserto e de seus principais acampamentos. Pode ser dividido em três partes:

  • O recenseamento do povo no Sinai e os preparativos para retomar a marcha (1-10:10). O capítulo 6 relata o voto de Nazireu.
  • A história da jornada do Sinai até Moabe, o envio dos espiões e o relato que fizeram, e as murmurações (oito vezes) do povo contra as dificuldades do caminho (10:11-21:20).
  • Os eventos na planície de Moabe, antes da travessia do Jordão (21:21-cap. 36).

Deuteronômio

Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus. Os discursos contidos nesse livro, em geral, reforçam a idéia de que servir a Deus não é apenas seguir sua lei.

Ver também

Referência

  • William G. Dever, Who were the early israelites ?, William B. Eerdmans Publishing Co., Grand Rapids, MI (2003).
  • Neil A. Silberman et al., A Bíblia Desenterrada, Simon e Schuster, New York (2001).
Torah