Espiritismo abertura2.png
Este conteúdo pertence à Sessão Espiritismo, que visa disponibilizar informações, conceitos e esclarecimentos de relevância sobre o Espiritismo. Quer sugerir algo? Não hesite daemonos@ocultura.org.br

Hippolyte Leon Denizard Rivail, mais conhecido como Allan Kardec, ou por sua filosofia, o Espiritismo, criada em cima do movimento espiritualista europeu durante o sec. XIX. De forma geral, prega a utilização de espíritos desencarnados para cura e auxílio e trabalha muito no conceito de reencarnação (e carma), com um único deus como divindade suprema.

O Brasil é o país onde o sistema de Kardec é mais presente, tendo como destaque o médium Chico Xavier.

Kardec nasceu em 3 de outubro de 1804 em Lyon, França. Filho de um juiz, ele iniciou seus estudos em Lyon e mais tarde foi enviado pelo pai para a Suíça, onde se tornou pupilo de Pestalozzi, um renomado pedagogo da época. Excelente estudante, Rivail rapidamente se interessou pela docência, destacando-se tanto que, em viagens de Pestalozzi, assumia funções na direção da escola. Este estabelecimento, o Instituto de Yverdun, foi a primeira instituição a adotar o método pedagógico de Pestalozzi.

Além de sua paixão pelo ensino, Kardec tinha um forte interesse por línguas, aprendendo alemão, inglês, italiano, espanhol e holandês, este último sendo o idioma de sua maior proficiência e preferência. Durante a adolescência, também se interessou pela Química, disciplina que continuou a estudar na Real Escola de Química na França.

Após a graduação, trabalhou como contador, mas seu verdadeiro desejo era a educação. Casou-se aos 28 anos com uma professora e juntos dedicaram-se ao ensino, com Rivail oferecendo aulas particulares de Química para jovens carentes e defendendo a expansão da educação pública. Embora francês e criado em uma família católica, Rivail foi influenciado pelo protestantismo evangélico durante sua estadia na Suíça, mas raramente participava de cultos e mostrava pouco interesse religioso.

No entanto, aos 50 anos, sua vida tomou um rumo diferente quando se interessou pelo fenômeno das mesas girantes através de um amigo. Sua curiosidade foi ainda mais despertada pelo estudo que realizou com a família Baudin, onde duas irmãs adolescentes afirmavam ser médiuns e se comunicavam com os espíritos através de uma cesta especial, similar às mesas girantes. Impressionado pelas respostas obtidas durante estas sessões, Rivail decidiu codificar os ensinamentos espiritualistas no que viria a ser conhecido como "O Livro dos Espíritos", publicado em 1857.

Adotou o nome Allan Kardec, acreditando ser a reencarnação de um druida celta com esse nome. Seus estudos e escritos subsequentes formaram a base do Espiritismo, uma doutrina que rapidamente se espalhou por partes da Europa. Em 1858, fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espirituais (SPEE) e a Revista Espírita. Seus ensinamentos enfrentaram oposição, especialmente na Espanha, onde a Inquisição queimou centenas de seus livros e a Igreja os incluiu no índice de Livros Proibidos. Kardec faleceu em 1869 aos 65 anos, sem ter filhos. Diferente do que muitos pensam, ele nunca foi médium; seus contatos espirituais eram realizados através de médiuns consultados por ele.

Referências de obras Espíritas

  • O Espiritismo à Luz dos Fatos cap. Médiuns e experimentadores
  • Allan Kardec cap. Apêndice
  • Allan Kardec cap.24
  • Allan Kardec cap.2
  • Vida de Jesus cap. Natureza de Jesus
  • Allan Kardec cap.12
  • Allan Kardec cap.29
  • Allan Kardec cap.3
  • Allan Kardec cap.1
  • Grandes Espíritas do Brasil cap. Allan Kardec



Espiritismo abertura2.png
Este conteúdo pertence à Sessão Espiritismo, que visa disponibilizar informações, conceitos e esclarecimentos de relevância sobre o Espiritismo. Quer sugerir algo? Não hesite daemonos@ocultura.org.br