Irmãos de Plymouth

The Plymouth Brethren

Os Irmãos de Plymounth ou Casa de Oração (assim conhecidos no Brasil) formam uma denominação separatista que enfatiza o próximo milênio ou o fim do mundo.

Tabela de conteúdo

História

No princípio do Século XIX, estudantes do Trinity College, em Dublin na Irlanda, buscavam encontrar uma forma em que pudessem reunir-se para adoração e comunhão, simplesmente como "irmãos em Cristo", anonimamente. Muitos deles continuaram a ser membros de suas Igrejas originais, nas quais alguns, dentre eles, eram ministros ordenados.

Procuraram reunir-se num terreno comum a todos os que pertencem ao grupo, mas não usaram qualquer nome que os diferençasse dos grupos evangélicos existentes, usando somente o local em que se reuniam para designar a sua Igreja Local.

Resultou, entretanto, que para se referirem a eles, os membros de outras comunidades evangélicas usaram nomes ou apelidos. Por exemplo, na Inglaterra ficaram conhecidos por "Irmãos de Plymouth" (Plymouth Brethren), porque logo nos primeiros anos do movimento formou-se, na Cidade de Plymouth, uma Igreja Local bem numerosa e que ficou muito conhecida naquele País. Por este nome são geralmente conhecidos nos países de língua Inglesa.

São ainda chamados de darbistas, em alguns lugares da Europa. Em Portugal, Argentina e alguns países, são chamados Assembléias de Deus, porque no começo os membros costumavam usar esse nome para designar suas Igrejas Locais.

No Brasil, em alguns lugares são conhecidos como "Irmãos Unidos", e em outros lugares como "Igreja Cristã", e até por "Igreja Casa de Oração", por usarem comumente denominar a casa em que se reúnem de Casa de Oração.

No século XIX, quando muitos dos Irmãos Plymouth que se reuniam na Inglaterra e outros Países da Europa, deixaram seus "trabalhos materiais" e dedicaram-se exclusivamente ao trabalho missionário pela Europa e resto do mundo. Entre eles destacamos Anthony Norris Groves, que deixou sua profissão como dentista e em 1829 foi a S. Petersburgo, na Rússia e dali para a Pérsia e chegou a Bagdá. Ali permaneceu vários anos pregando a mensagem do grupo, tendo chegado em 1835 até a Índia, onde em 1836, conseguiu trazer mais doze missionários Ingleses para pregarem para aquele povo.

Em 1833 George Muller sentiu o desejo de fundar um orfanato para acolher as crianças pobres, alimentando-os e estabelecendo uma escola para eles, além de pregarem-lhes ensinamentos. Três anos mais tarde, em 1836, recebeu em Bristol na Inglaterra, o primeiro menino na casa que alugara para instalar o orfanato. Quando ele faleceu em 1898, mais de dez mil órfãos tinham passado pelos seus orfanatos e uma enorme fortuna havia sido gasta no sustento das crianças, tudo isto sem ajuda fixa de nenhuma organização.

Muitos outros missionários partiram da Inglaterra e de outros países da Europa para evangelizarem o mundo, tendo o movimento chegado ao Brasil em 1878, quando se formou o primeiro trabalho pelo missionário Richard Holden e outros, no Rio de Janeiro. Anos mais tarde Stuart Edmund Mac Nair, veio da Inglaterra e plantou várias Igrejas em Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e São Paulo, tendo chegado até Aimorés, Mutum e Baixo Guandu, no Espírito Santo, de onde mais tarde vários membros mudaram-se para Barra de São Francisco e fundaram os trabalhos organizando a primeira "Casa de Oração", em 1944.

Devido ao trabalho missionário realizado no final do Século XIX e no século XX, existem Igrejas dos Irmãos Plymouth plantadas em quase todos os países do mundo.

Opiniões

De acordo com a Igreja Vitoriana de Owen Chadwick:

"Eles começaram primeiro como um pequeno grupo evangélico extremista em Dublin de 1827 que acreditavam que qualquer um poderia administrar a comunhão ou pregar e receber o nome quando o estranho o poderesos padre ex-Anglicano J. N. Darby veio a Plymouth em 1830. Em 1847-49 os Irmãos se dividiram, pela rigidez de Darby, em Irmãos Abertos e Irmãos Exclusivos, sendo que o último não admitia comunhão com outros. O melhor de seus encontros aconteceu em 30 de Março de 1851, na Inglaterra e reuniu 7.272 Irmãos."

Referências

Links externos


   Esta página foi acessada 2 488 vezes.
O Ocultura utiliza o MediaWiki Valid XHTML 1.0 Transitional Valid CSS!